Page 4 - ajapEncarte_123
P. 4

  Idade Localidade Profissão Início de atividade Tipo de produção Área Destino da produção
Apoio fundamental da AJAP Maior receio
Sara Cavaco
33 anos
Beja (Quintos)
Agricultora
2010
Gado, nogueiral, olival, laranjal e hortícolas. Cereais (trigo, cevada e milho).
10 ha
Os cereais são para consumo dos animais. Laranjas e hortícolas são para venda direta nos mercados.
Apoio constante às candidaturas. Auxílio no desenho do atual projeto para o novo quadro comunitário. O apoio da técnica da AJAP é também de esclarecimento e verificação das questões que vão sendo veiculadas nos meios de comunicação social.
Das intempéries, mas tenta viver um dia de cada vez.
  NO CAMPO
Agricultura Familiar em BEJA
“Numa região como o Baixo Alentejo que ganhou, nos últimos anos, a dinamização proveniente da água do Alqueva e onde foram reconvertidos milhares de hectares de terra arável para culturas permanentes, como o olival e o amendoal, a agricultura familiar continua a ter um papel fundamental. A agricultura familiar é a base do sustento de muitas famílias, nomeadamente residentes em freguesias fora do centro da cidade. A sua dinamização prende-se com uma herança da própria atividade, de pais para filhos, e onde a sua principal fonte de rendimento acaba por ser o trabalho na sua terra, aliada por vezes à atividade agropecuária. A venda dos seus produtos em mercados locais ou diretamente ao consumidor
é, e vai continuar a ser, o sustento de muitas famílias alentejanas, onde a variedade produtiva e a proximidade com o consumidor têm um valor significativo.”
VALENTINA CASTILHO, técnica da AJAP
 4
Jovens Agricultores #123
















































































   2   3   4   5   6